Caros alunos, pais e comunidade.

O governo federal, utilizando o discurso da crise, vem promovendo mudanças em diversas áreas de interesse econômico para enxugar a máquina administrativa e criar condições para o fortalecimento de um Estado mínimo através de várias privatizações.
Entre as mudanças defendidas pelo atual governo, encontra-se em processo de discussão e votação a Reforma da Previdência. A proposta de 49 anos de contribuição para uma aposentadoria integral, a obrigatoriedade de contribuição por parte dos trabalhadores rurais e a igualdade de tempo de serviço e idade para todos os sexos e profissões.
Discordamos de diversos itens sobre esta reforma, pois ao colocar todos os trabalhadores numa suposta igualdade de condições e direitos, tira a especificidade do ofício e seus desgastes naturais sobre o trabalhador. É o caso dos trabalhadores da construção civil, dos professores e dos agricultores.


A falta de diálogo com as entidades sindicais sobre o tema está somada a uma conta de origem duvidosa, promovida pelo próprio governo sobre a quebra da previdência para as próximas décadas. No entanto, os recursos existem porque inúmeros trabalhadores vêm recebendo pontualmente os seus benefícios. Não existe, também, disposição do governo promover uma auditoria independente nas contas da previdência e tão pouco promover a igualdade na contribuição previdenciária pra valer: se todos nós somos trabalhadores? Por que judiciário e poder legislativo estão de fora da reforma? Justamente aqueles com os super salários manterão as suas aposentadorias milionárias com apenas 8 anos de trabalho.
Em virtude desses equívocos estamos paralisados como forma de pressionar o governo a rever a Reforma da Previdência. É uma luta de todos nós, inclusive dos nossos filhos, que podem passar por momentos difíceis trabalhando muito mais para conquistar o direito de uma aposentadoria digna e justa.
O trabalhador tem direito constitucional à greve e as crianças terão o direito à reposição, garantida na forma da lei.
Queremos contar com a compreensão de toda a comunidade, pois é uma luta não apenas da educação, mas de toda a classe trabalhadora.

Post anterior
Deixe um comentário

Obrigado pela sua participação. Em breve seu comentário ficará online!!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: