As olimpíadas nos dias atuais

As Olimpíadas foram interrompidas após os romanos invadirem a Grécia no século II. O imperador Teodósio I baniu tradições gregas e proibiu venerações aos deuses. Com isso em 393 d.C. ocorreu a última versão dos jogos na Era Antiga com 293 edições.

 

A color guard wearing Revolutionary War costumes participates in the opening ceremonies for the 1984 Olympics.

A color guard wearing Revolutionary War costumes participates in the opening ceremonies for the 1984 Olympics.

Somente depois de muitos séculos o historiador e pedagogo francês Pierre de Frédy, que ficou conhecido como Barão de Coubertin, resgatou a memória dos jogos. Em um primeiro momento, no ano de 1892, o aristocrata expôs um projeto ressuscitando as Olimpíadas, algo que não fez muito sucesso. No entanto, dois anos mais tarde, nas dependências da universidade Sorbonne, em Paris, com representantes de 13 países, os gregos afirmaram um acordo em que sediariam em Atenas o retorno dos Jogos Olímpicos.

 

anéis olimpicos

A principal representação dos Jogos Olímpicos é a bandeira estampada com os anéis olímpicos, que também são a marca do COI. Os cinco aros interligados que compõem o estandarte possuem cores diferentes, cada uma representando um continente: azul, a Europa; amarelo, a Ásia; preto, a África; verde, a Oceania; e vermelho, as Américas.
Os anéis entrelaçam-se para dar voz a valores como o universalismo e o humanismo. Os aros que compõem a bandeira são de cores diferentes para representar o respeito às diversidades de todas as nações e contrastam com o fundo branco, que representa a paz entre os continentes. Quando foi criado, esse símbolo tinha o objetivo de se opor ao nacionalismo exagerado que levava à tensão entre países no início do século XX.

Mas nem sempre essa união acontece e temos na verdade rivalidades que se tornam casos de preconceitos e até atentados terroristas de grupos sobre determinados atletas que estão representando suas nações.

 

Atentado terrorista

O Massacre de Munique, também conhecido como Tragédia de Munique foi um atentado terrorista ocorrido durante os Jogos Olímpicos de 1972, em Munique, Alemanha, quando, em 5 de setembro, onze integrantes da equipe olímpica de Israel foram tomados de reféns pelo grupo terrorista palestino denominado Setembro Negro.

helicoptero-munique

 

Esse ataque resultou numa estratégia errada no resgate e casou a morte de todos os reféns, além de parte dos terroristas.

 

 

A cor define quem é superior?

O nazismo ainda não havia chegado oficialmente ao poder na Alemanha em abril de 1931, quando o COI escolheu Berlim – que competia contra Barcelona – como cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 1936. Mas isso não impediu que diversos paises ameaçassem (mas nenhum decidisse) boicotar aquela Olimpíada. E talvez não sirva mesmo como justificativa para o Comitê, para não dizer o mundo, permitir que o evento esportivo mais importante da Humanidade se tornasse showroom do ideário mais sórdido que esta já fabricou.

hitler

 

De um lado, havia os que consideravam que participar da competição era um ato de legitimação do governo de Adolf Hitler. Do outro, os que diziam que aquilo era esporte e que não se devia misturá-lo com política (mesmo as duas coisas já estando unilateralmente misturadíssimas). Os Estados Unidos foram os que mais discutiram a possibilidade de não ir aos Jogos, mas também optaram por não criar confusão.

Quando Hitler assumiu, em 1933, o gênio do mal e ministro da propaganda do 3º Reich, Joseph Goebbels, teve que convencê-lo de que era boa idéia organizar a Olimpíada. Seu instinto, como de hábito, não falhou: com o maior numero de paises participantes na história e uma organização germanicamente impecável, os Jogos de Berlim foram um sucesso esportivo e também de marketing político – apesar de golpes nas teorias racistas como as quatro medalhas de ouro de Jesse Owens, que era negro.

 

Fonte:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Massacre_de_Munique

http://mundoestranho.abril.com.br/materia/como-foi-o-atentado-de-munique

http://esporte.ig.com.br/olimpiadas/berlim-1936-quando-tudo-se-perdeu/n1237884565746.html

http://brasilescola.uol.com.br/educacao-fisica/simbolos-olimpicos.htm

Post seguinte
Deixe um comentário

Obrigado pela sua participação. Em breve seu comentário ficará online!!!!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: